Zona de Risco

Acidentes, Desastres, Riscos, Ciência e Tecnologia

domingo, julho 09, 2017

Ônibus biarticulado quebra e se divide em dois



A sanfona de um ônibus da Jotur partiu ao meio na tarde de sexta-feira, 07/07,  em Palhoça, Santa Catarina. Foi na Avenida das Torres, durante uma viagem da linha Unisul/Estação Palhoça. Apesar do pânico ninguém ficou ferido.

Conforme testemunhas, havia cerca de 20 passageiros no veículo, que estava parado para atravessar o túnel da Ponte do Imaruim. Na hora em que arrancou, a parte da frente voou, e a de trás ficou se arrastando, causando desespero nos passageiros. Uma motorista teve o carro atingido pelas ferragens do ônibus.

— Quando ele chegou no ponto de saída da Unisul, aquela parte do meio (sanfona) já estava quebrada. Então o motorista orientou para que entrássemos pela porta de trás e ficamos atrás porque não tinha como passar pelo meio — relata a passageira Cristina Canani.

— Não é comum acontecer esse tipo de acidente, mas a segurança do passageiro é responsabilidade nossa. A empresa tem seguro e vai atender todos os passageiros desse acidente — garantiu o diretor da Jotur, Jose Luiz Spricigo

JOTUR DIVULGOU UMA NOTA SOBRE O ACIDENTE:
"A respeito do problema ocorrido com o ônibus do transporte coletivo nesta sexta-feira (7), a Jotur esclarece que o veículo cumpria a linha 'Unisul-Estação Palhoça', e estava desembarcando um passageiro na Avenida das Torres em Palhoça, por volta das 17 horas, quando ao arrancar, após dar desembarque de passageiro, teve um problema na articulação do veículo que levava ainda cerca de 10 passageiros, não houve feridos. No momento estão sendo apurados todos os fatos ocorridos. Obrigado."

DETER NÃO VIU PROBLEMAS NA FROTA DA JOTUR
Em abril, o Departamento de Transportes e Terminais de Santa Catarina (Deter) vistoriou 84 ônibus da Jotur. E segundo os fiscais, não foram encontradas irregularidades, nem com relação à quantidade de passageiros nos veículos, nem sobre a idade da frota dos ônibus.
A legislação catarinense determina que as empresas que fazem transporte público intermunicipal devem ter frota de no máximo 15 anos, com 20% dos veículos podendo passar dessa idade, respeitando o limite máximo de fabricação de 25 anos. Fonte: Diario Catarinense - 07/07/2017


Marcadores: ,

Print Friendly and PDF

posted by ACCA@12:55 PM